Ser feliz no trabalho e ter qualidade de vida é possível?

Empregame - Plataforma inovadora que conecta profissionais e empresas

+55 (11) 93316-7432
Empregame - Plataforma inovadora que conecta profissionais e empresas

Blog

Ser feliz no trabalho e ter qualidade de vida

Ser feliz no trabalho e ter qualidade de vida

Você acha que ser feliz no trabalho é possível? Embora as empresas venham se esforçado para que o colaborador se sinta feliz com sua função, algumas ações continuam “engessadas” aos processos.

Desde que saí do emprego formal para empreender, tenho ouvido muitas pessoas dizerem que também gostariam de percorrer esse caminho.

E quando pergunto o motivo, a maioria me diz que deseja ter mais qualidade de vida.

Argumento que empreender, nem sempre traz essa qualidade de vida. Isso porque, ao menos no início, trabalhamos mais do que quando somos empregados, enfrentamos desafios, falta de dinheiro para investir e, muitas vezes, temos que desempenhar vários papéis; no meu caso, sou a palestrante, a organizadora do evento, o marketing que divulga e o financeiro que controla.

Ao que as pessoas me respondem: é, mas você tem liberdade! Então, chegamos em outro motivo: a possibilidade de se fazer o que quer, na hora que quiser.

Ainda assim, contra-argumento: nem sempre tenho liberdade. Às vezes, tenho curso agendado no mesmo dia do aniversário de alguém especial, ou não tenho como planejar uma viagem com antecedência, pois ainda não sei se terei como pagar.

E quando, nessas alturas, as pessoas já estão se questionando se deveriam mesmo seguir esse caminho, digo: mas estou mais feliz assim!

É preciso superar obstáculos

Minha empresa está no início, e como em todo início, as incertezas aparecem. Nem sempre tenho trabalho, nem sempre entra dinheiro, não tenho ainda a renda mensal que tinha quando saí da última empresa. Mas estou mais feliz assim.

Há algo importante a se pensar, a se ponderar: que preço você pagaria para ser mais feliz? E, além disso, o que representa a felicidade para você?

Nesta minha felicidade, tem um pouco de liberdade sim, posso estar com meu filho à tarde, por exemplo, e tem um pouco de qualidade de vida, quando trabalho em casa sem precisar pegar trânsito todos os dias.

Mas para outras pessoas, a felicidade pode residir em um cargo que traga responsabilidades tão altas quanto o salário, e está tudo bem. Não há nada de julgamento nisso.

Então, a felicidade pode estar em empreender, mas também pode estar dentro de uma empresa.

Ser feliz no trabalho é prioridade?

rapaz-feliz-no-trabalho

Uma pesquisa da Cia. de Talentos, realizada com 34 mil jovens profissionais, divulgada via Business School, em São Paulo, elencou os cinco principais motivos que levavam os colaboradores a se manter numa empresa, cinco anos atrás:

  1. Empresa com boa imagem e credibilidade no mercado
  2. Bons salários e benefícios
  3. Desafios
  4. Valorização Profissional
  5. Carreira Internacional

A mesma pesquisa revela que a prioridade mudou:

  1. Bom ambiente
  2. Desenvolvimento Profissional
  3. Qualidade de Vida
  4. Possibilidade de rápido crescimento
  5. Empresa com boa imagem e credibilidade no mercado.

Quando vi a pesquisa, questionei onde estavam os altos salários e benefícios, e cheguei à conclusão de que muitos já haviam aceitado pagar o preço para ter mais qualidade de vida.

E aqui está um ponto importante: muitas das pessoas com quem converso, aceitariam ganhar menos para trabalhar em uma carga horária menor e, assim, ter mais qualidade de vida, mais tempo com a família ou para estudos. Porém, essa carga horária simplesmente não está disponível na maioria das empresas.

A boa notícia é que algumas companhias já começaram a validar outras maneiras de trabalho.

Novas formas de trabalho

Em 2019, a Unilever começou a testar uma semana de três dias, com o mesmo cargo compartilhado entre duas gestoras de RH.

Na publicação desta novidade feita pela revista Exame, o repórter inicia com a seguinte questão: “Quem gostaria de trabalhar somente três dias por semana, folgar às sextas-feiras, dividir as responsabilidades e demandas do serviço e ainda ter tempo para estudar, descansar ou ficar com a família? A resposta “todo mundo” parece ser unânime e até mesmo utópica. Mas, na Unilever, isso já é uma realidade.”

E depois desta pandemia, muita coisa será diferente. Mudanças temporárias, se tornarão efetivas, jornadas menores serão consideradas, enfim, sabemos que o mundo dos negócios não será o mesmo.

Claro que isso tem um preço. Embora nem todos estejam dispostos a pagar, sem dúvida, é crescente o número de pessoas que estão. Isso porque desejam ser felizes no trabalho e ter qualidade de vida.

Mas a boa notícia é que, independentemente do que as empresas farão nesse sentido, podemos nos perguntar enquanto profissionais: o que podemos fazer para melhorar nossa qualidade de vida e empreender, talvez até mesmo dentro de uma empresa? O que nos cabe realizar para sermos felizes no trabalho? Sempre haverá uma resposta.

Suleima Omar é empreendedora, palestrante, coach e mentora de liderança feminina, caminho que decidiu seguir após mais de 20 anos de carreira em grandes empresas como McDonald’s e Mahogany Cosméticos. Atualmente, estuda Neurociências e Comportamento pela USP e publica artigos periodicamente na Revista Líder Coach e em seu site.

Compartilhe esse artigo

Receba nossas novidades

Cadastre-se para receber as nossas novidades e dicas.

Fale Conosco


    Telefone

    +55 (11) 93316-7432

    Email

    contato@empregame.net.br